18 fevereiro 2008

Cristianismo medíocre

Por Davi Lago


A Humanidade caminha em ritmo frenético. As taxas de crescimento populacional não param de crescer. A globalização acelera todas as coisas. Não param de surgir workaholics.

Workaholic é uma expressão americana que teve origem na palavra alcoholic (alcoólatra). Serve para designar uma pessoa viciada em trabalho. Essas pessoas são motivadas pela alta competitividade, pela necessidade de sobrevivência ou ainda pela necessidade pessoal de provar algo a alguém ou a si mesmo.

O workaholic têm as seguintes características: Ele não consegue se desligar do trabalho mesmo fora dele, acaba por deixar de lado seu parceiro, filhos, pais, amigos; Seus melhores amigos passam a ser aqueles que de alguma forma tem ligação com seu trabalho; Auto cobrança exagerada; Insônia; Surtos de mau-humor; Agressividade; Medo de fracassar.

O fato é que a humanidade caminha em ritmo apressado e caminha, infelizmente, rumo ao inferno. As pessoas estão se movendo em busca de sentido para a vida. A juventude está desesperada em busca de significado para a existência. Milhões não ouviram falar de Jesus.

E o pior de tudo é ver a igreja de braços cruzados. Os bancos estão cheios de pessoas acomodadas que apenas observam a situação caótica do mundo e permanecem como estão. Como disse Bill Bright: “Há gente que é crente na teoria e ateu na prática”. Há muito discurso e pouca ação. Não basta ter boas intenções, é preciso viver o cristianismo na prática.

Certa vez eu retornava para casa de uma viagem, e no banco ao lado veio uma moça. Eu estava todo torto com dor nas costas e a mulher perguntou o que estava acontecendo. Eu disse que estava com dores nas costas e ela disse que era fisioterapeuta. A mulher abriu a boca e começou a me ensinar um monte de coisas sobre postura corporal, alongamentos, massagens e esse tipo de coisa. Eu fiquei impressionado ouvindo aquilo tudo e perguntei: “Puxa que legal! Você faz tudo isso?”. Ela me respondeu: “Claro que não!”.

Nada vale saber tanta coisa sobre o evangelho e não colocar em prática. É como a história que li sobre um cientista: Ele era doutor em engenharia, mas não conseguia consertar uma torneira.

2 Comments:

Blogger Diego Rocha said...

Perfeito o texto.
Não há como ler e não se sentir incomodado.

12:17 AM  
Anonymous Ester said...

É isso que faz toda a diferença, prática. Vi uma frase que me chamou atenção. Que devemos andar até que haja uma unidade entre o nosso discurso e aquilo que fazemos. É isso que impacta a vida das pessoas.
"Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados." (Romanos 2 : 13)
"Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?" (Tiago 2 : 20)

10:39 PM  

Postar um comentário

<< Home