14 abril 2007

O Livro dos livros

por Davi Lago


A Bíblia é a revelação de Deus à humanidade. Deus é o seu autor, o Espírito Santo, seu intérprete e o Senhor Jesus, o seu assunto central. Ela expressa a vontade de Deus para o homem e lhe mostra o caminho da salvação.

Ninguém conheceria a verdade sobre Deus, ou seria capaz de se relacionar com Ele de um modo pessoal, se Ele não tivesse agido primeiro para se fazer conhecido. Mas Ele está perto de nós. Ele quer que o conheçamos. Deus quer ter comunhão com cada um de nós. E Ele se revela através da sua Palavra.

A Bíblia é a Palavra de Deus. A Bíblia foi escrita por Deus. Essa é a afirmação que a Bíblia faz sobre si mesma. A Bíblia é um livro inspirado por Deus. O próprio Deus supervisionou e dirigiu a redação dos livros da Bíblia, de tal modo que o que foi escrito é composição de Deus.

A Bíblia é a Escritura Sagrada. A Bíblia é Santa porque seu Autor é Santo, Santo, Santo. Ela é Santa porque sua mensagem é santa. Ela é santa porque seu conteúdo se propõe fazer-nos santos.

A Bíblia é o Livro dos Livros. A Bíblia é a única e exclusiva resposta às indagações da humanidade na busca por Deus. Através da Bíblia Deus fala claramente e diretamente com cada um de nós.

Como podemos saber que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus? A resposta é: o testemunho interior do Espírito Santo. Existe apenas um argumento que pode nos provar que a Bíblia é verdadeira: a ação do Espírito Santo em nosso coração e nossa mente. À medida que lemos a Bíblia o Espírito Santo nos traz uma profunda convicção de que as Escrituras são verdadeiramente a Palavra de Deus. É uma convicção que brota internamente através do próprio Deus. O Espírito Santo nos dá a segurança íntima, definitiva e cabal de que todas as palavras da Bíblia foram escritas pelo Criador.
Está escrito: “Você têm uma unção que procede do Santo, e todos vocês têm conhecimento” (1Jo 2.20). Paulo escreveu: “A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana e sim no poder de Deus” (1Co 2.4-5). A Palavra arde nos nossos corações. Como disseram os discípulos no caminho de Emaús: “Por ventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras?” (Lc 24.32).
E, embora não nos levem por si só a crer na Bíblia, há também uma infinidade de argumentos e evidências que demonstram a supremacia da Bíblia:
- Ela afirma centenas de vezes ser a verdadeira Palavra de Deus.
- É de longe o livro mais influente da História humana.
- Narra a vida e o ensino da maior figura da História, Jesus Cristo.
- É o livro mais lido, traduzido e difundido do mundo.
- Transforma positivamente as civilizações mais que qualquer outro livro.
- Contém profecias que se cumpriram centenas de anos mais tarde.
- Possui perfeita harmonia e coerência interna.
- É o documento mais confiável da Antiguidade:
- É geográfica e historicamente precisa.
- Narra fatos, descreve personagens e eventos comprovados arqueologicamente.
- Possui em seus ensinos beleza majestosa e profundidade insuperável.
- É um Livro vivo, sempre atual, sempre relevante e nunca obsoleto.
- É indestrutível.
- Transformou a vida de milhões de pessoas ao longo da História, que foram salvas pelo poder de Jesus Cristo.

A Bíblia autentica a si mesma. A Bíblia é a Palavra de Deus transmitida a nós. O obreiro cristão deve lê-la, estudá-la, meditar nela, e principalmente, colocá-la em prática.

1 Comments:

Anonymous Achologia said...

ALELUIA!!!!
O Davi ressuscitou!
Antonio Francisco.

12:35 PM  

Postar um comentário

<< Home