16 abril 2007

O serviço espiritual é requerido por Deus


por Davi Lago

Todo cristão deve ser ativo e trabalhar no Reino. Isso não é uma opção, é uma ordem para todos os discípulos de Cristo.

Jesus foi o exemplo máximo de uma vida dedicada ao ministério, ao serviço (Fp 2.5-11). Nosso Senhor viu seu propósito no mundo em termos de serviço: “Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate por muitos” (Mc 10.45). Ele mesmo serviu o pão (Mt 14.13-21), ele lavou os pés dos seus discípulos (Jo 13.4-12), ele mesmo fez o lodo com o qual ungiu e curou o cego (João 9.6), ele tocou e curou coxos, leprosos, hemorrágicos.

Jesus foi o maior dos servos, e deixou o exemplo para seus seguidores: “Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como eu fiz” (Jo 13.14-15).

Todo cristão precisa dar frutos. “Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos. Eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça” (Jo 15.8,16).

Todo cristão é chamado para ser um obreiro, um cooperador de Deus. “Pois nós somos cooperadores de Deus” (1Co 3.9).

A igreja tem o dever de discipular e preparar os cristãos para o ministério. “E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado” (Ef 4.11-12).

Os crentes precisam notar que a responsabilidade não é só do pastor, dos evangelistas, dos diáconos, mas é de todos os homens e mulheres a quem Cristo salvou. Não são todos os crentes que são pastores, mas todos são chamados ao ministério, ao serviço. Ministério é serviço. Ministério é demonstrar o amor de Deus aos outros. Esta é a função da Igreja: ela existe para ministrar ao povo.

Cada cristão é criado para o ministério (Ef 2.10), salvo para o ministério (2Tm 1.9), chamado para o ministério (1Pd 4.10), autorizado para o ministério (Mt 28.18-20), comandado para o ministério (Mt 20.26-28), preparado para o ministério (Ef 4.11,12), necessário para o ministério (1Co 12.27), responsável pelo ministério, e será recompensado pelo ministério (Cl 3.23, 24)[i].

Cada um tem alguma coisa a realizar no seio da Igreja de Cristo, de acordo com os dons que recebeu. “Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada” (Rm 12.6). “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus” (1Pd 4.10).

Um dia prestaremos contas a Deus por todo nosso trabalho espiritual. Os crentes indolentes, infrutíferos, que não multiplicaram seus talentos, ouvirão: “Lancem fora o servo inútil” (Mt 25.30), mas os fiéis e trabalhadores ouvirão: “Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!” (Mt 25.23).

[i] WARREN, Rick. Uma igreja com propósitos. São Paulo: Vida, 2004, p. 356.

2 Comments:

Blogger Ronaldo Gomes said...

Bom dia Pastor, me chamo Ronaldo e sou de goiânia goias. Estava lendo suas materias e achei muito interessante mas olhei em seu perfil e vi uma coisa muito estranha que eu gostaria que o senhor me explicasse com referências bíblicas se possivel porque o seu signo é câncer, pq ate onde sei isto faz parte do esoterismo e fiquei endagado. Aguardo sua resposta
rgomesbri@hotmail.com

1:32 PM  
Blogger Davi Lago said...

Olá Ronaldo,
Obviamente eu não creio em signos e tarô, horoscopo, etc.. Quando fazemos nosso profile no blogger e colocamos nossa data de nascimento, o próprio "blogger" coloca essa idiotice de signo
Abração

2:08 PM  

Postar um comentário

<< Home